terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

ROTA DAS EMOÇÕES



ROTA DAS EMOÇÕES

Em 2005 eu era o governador do Maranhão e Wellington Dias, o do Piauí. Na época amadurecemos uma ideia de trabalharmos  juntos para desenvolver o turismo nacional e internacional em uma das regiões mais belas do Brasil que vai desde Barreirinhas, no Maranhão, até Jericoacoara, no Ceará, passando por Paulino Neves, Araioses, Tutóia, Delta do Parnaíba, Camocim etc. Logo tivemos a companhia muito valiosa do governador do Ceará, Lucio Alcântara, e em Camocim assinamos a ata de criação do Consórcio entre os três estados em uma bonita e animada solenidade que reuniu os prefeitos e autoridades do turismo dos municípios compreendidos pelo projeto.

Os três estados investiram muito nos seus principais pontos de interesse na Rota das Emoções. Barreirinhas nunca recebeu tanto de um governo estadual como na minha gestão. São exemplos disso: o cais, que deu outra feição à parte central da cidade, um projeto lindo que mudou Barreirinhas; o aeroporto, com a construção das pistas, conforme projeto homologado pela aeronáutica; a captação e o tratamento de agua e esgoto; o aparelhamento e estruturação do hospital da cidade, que passou a funcionar adequadamente, atendendo moradores e turistas; a criação do Batalhão da Polícia Militar e a Delegacia da cidade e a contratação de uma empresa grande para fazer o recolhimento do lixo da cidade. 

Além disso, promovemos a retirada da caótica rede de fios que pendia dos postes na avenida central e dava uma péssima impressão aos turistas. Toda a fiação foi embutida no solo e a mudança combinada com a nova pavimentação em blocos sextavados agradou a todos. E, claro, toda a cidade foi pavimentada... 

O avanço foi tão grande na época que em seguida vieram muitos investimentos em hotéis, pousadas, restaurantes e lazer.

Enquanto isso, o Ceará investiu muito em Jericoacoara, que se tornou um ponto de interesse para o turismo mundial e o Piauí investiu em Parnaíba e no Delta.

Mas esse esforço não foi continuado, porque governos do Maranhão que vieram depois não se interessaram em continuar o projeto e o abandonaram.
Perdemos um tempo precioso. 

Contudo, agora o governador Flávio Dino, junto com Welington Dias - que voltou ao governo do Piauí - e o governador do Ceará Camilo Santana reativaram o projeto da Rota das Emoções. Como Flávio teve grande prestígio como presidente do Embratur, conseguiu trazer para a reunião em que foram assinados os protocolos, tanto o atual presidente do órgão quanto o Secretário Executivo do Ministério do Turismo. Na solenidade, definiu-se que o projeto da Rota das Emoções será apresentado com todas as suas belezas em março na cidade de Berlim, onde ocorrerá a principal feira de turismo de aventura do mundo. Temos certeza que essa Rota vai atrair muitos turistas sedentos por novidades!

Não bastasse isso, Flávio vem compensando a falta de investimentos federais na BR-402 (que liga São Luís a Barreirinhas), executando obras de trechos de estradas estaduais pelo litoral que completam a ligação, tirando a região do isolamento.

Esse é um projeto marcante que pode trazer muitos investimentos para a região oriental do Maranhão. Penso que ainda faltam investimentos em meios de hospedagem, como um bom resort na região, por exemplo, tais como aqueles que existem em Pernambuco, no município de Ipojuca, no Ceará e na Bahia.

Parabéns, governador!

Mudando de assunto, outra notícia importante nos trouxe o presidente da EMAP, Ted Lago, que fez uma prestação de contas sobre o complexo portuário do Itaqui, demonstrando que, a despeito dos tempos bicudos que estamos enfrentando, vem crescendo vertiginosamente e se tornando cada vez mais uma alavanca fundamental para o crescimento econômico do Maranhão.

O projeto exposto por Ted tem por objetivo consolidar o porto como porta de entrada da região Centro-Oeste. O projeto é muito consistente, pois o Panamá vai inaugurar o seu novo Canal em março e o Itaqui tem tudo para se beneficiar da proximidade com aquele país em relação a outros portos brasileiros. O ambicionado projeto de um moderno e eficiente terminal de contêineres pode atrair uma infinidade de empresas para cá, influindo positivamente no nosso crescimento econômico.

Avante, Maranhão!

Desejo a todos os amigos e leitores um carnaval de paz e alegria.