terça-feira, 7 de outubro de 2008

Erros grosseiros em pesquisas! Criar uma comissão especial no congresso!

1. A quantidade de pesquisas de opinião divulgadas no Brasil, pelos grandes meios de comunicação é mínima (duas). Em outros países como EUA, por exemplo, a imprensa costuma publicar a pesquisa do instituto contratado e apresentar também a média de cinco ou seis institutos.

2. Os erros que ocorrem durante a campanha são extremamente graves: desmotivam campanhas, motivam outras, reforçam ou debilitam patrocínios e em função desse leque de situações, chegam ao eleitor. O caso Gabeira no Rio e Kassab em SP são referências que devem ser vistas com extremo cuidado.


3. Este Ex-Blog consulta outros institutos, especialmente o GPP que permanentemente sofistica sua base amostral e a expõe a análises técnicas de estatísticos seniores. Nos dois casos, o GPP antecipou resultados que os dois institutos viriam a dar (mais ou menos), em pelo menos 15 dias. As projeções deste Ex-Blog eram basicamente pesquisas realizadas de forma adequada com as melhores técnicas disponíveis. Portanto nada tinham de adivinhação.


4. No entanto, os erros graves na boca de urna mostraram que a questão técnica precisa entrar em debate, já que nem se poderia acusar de má fé, pois a eleição já acabou.


5. Este Ex-Blog já tinha a diferença de seis pontos no sábado a favor de Gabeira. A pesquisa de sexta-feira deu vantagem para Crivella num caso -Ibope- e para Gabeira por um ponto no outro -Data-Folha. A boca de urna do Ibope apenas inverteu o que já se sabia desde o início da semana: que Gabeira estava na frente com erro de 3 pontos.


6. Este Ex-Blog desde o domingo anterior já mostrava que a diferença entre Kassab e Marta havia se reduzido a cinco pontos, enquanto aqueles institutos davam 10 pontos. E -através de grupo controle- apontava -e este Ex-Blog publicou- para um empate no dia da votação. A boca de urna do Ibope deu para Marta vantagem de 6 pontos e o resultado mostrou uma inversão com vitória de Kassab.


7. Talvez caiba ao Congresso nacional criar uma Comissão Especial de análise convidando especialistas seniores do Brasil e dos EUA e submetendo a metodologia aplicada por estes institutos a uma análise profunda. Eles não podem se negar a isso, pois se trata não de pesquisas internas, mas de pesquisas contratadas por importantíssimos meios de comunicação de alcance nacional inclusive pela TVG.


8. O consumidor tem todo o direito de ter uma informação adequada para tomar a sua decisão. Não é o que vem ocorrendo.


Comentário do Blog: Este artigo foi escrito por Cesar Maia, prefeito do Rio de Janeiro e profundo estudioso de pesquisas de opinião. E está coberto de razão. São erros tão grosseiros que traz imediatamente a seguinte conclusão: ou é safadeza ou é incompetência. No Maranhão ocorreram absurdos incontáveis. Se a população não fosse descrente delas teria sido um desastre. O congresso precisa debater o assunto e mudar o que está errado.

Um comentário:

Miguel Fiquene Neto disse...

Ola governador sou seu fã e confesso que sinto falta do senhor atuando nos meios politicos no maranhão o seu governo foi um dos grandes que o maranhão teve e principalmente porque o senhor foi um grande técnico na area de engenharia civil e comandou a capital mais bonita do brasil brasilia comandando a novacap queria lhe desejar sucesso e queria que o senhor comentasse todo esse embate dos dois candidatos flávio dino e joão castelo o senhor apoiará algum um grande abraco.

Não sei se o senhor vai lembrar de mim mais sou filho do Miguel Fiquene filho que trabalhou com o senhor no governo e na novacap