terça-feira, 24 de janeiro de 2012

PARA ROSEANA, TUDO AZUL

Basta observar um pouco as atitudes da governadora para constatar que ela está cada vez mais desconectada da realidade em que vive a população. Normalmente, férias de governador só se dão quando as coisas estão muito bem e que a população está satisfeita com a vida. E não sei quem lhe dá informações tão equivocadas para que ela saia de férias pela segunda vez em dois meses. Beira a alienação. Ou  talvez  ela não esteja mesmo se importando com nada.

Todos sabem que três setores são muito sensíveis para os cidadãos: segurança, saúde e educação. Será que a alienação da governadora a leva a crer que algum desses setores está pelo menos razoável? Pelo que faz e diz, parece que sim, mas a situação, na realidade, é pouco menos que um caos.

A violência, para começar, está fora de controle e quem atesta isso são as estatísticas nacionais. Mas, muito mais do que isso, a população vive assustada com os crimes em grande quantidade que acontecem todos os dias: desde os crimes por encomenda em que as principais vítimas são empresários; aos assaltos a ônibus - que acontecem diariamente e em todas as linhas; roubos nos estabelecimentos comerciais, residências, pessoas nas ruas, nas saídas de banco, etc.

O IML está sucateado, dificultando e muitas vezes impedindo a solução dos crimes, o que aumenta a situação de impunidade existente. O crack se alastra com rapidez em todo o estado sem nenhuma providência do governo, o que contribui enormemente para o aumento da criminalidade.

O crime campeia solto em todo o estado e na antes pacata e tranquila capital, a situação se agrava rapidamente. E tudo isso está muito bem exposto nas pesquisas e estudos especializados que informam que a situação está tão grave que do vigésimo sétimo lugar que ocupávamos há poucos anos, estamos bem distantes e agora somos quinta capital mais violenta do país. E nesse embalo, uma organização internacional, tomando como base as estatísticas nacionais de cada país, para espanto de todos, classifica São Luís também em vigésimo sétimo lugar entre as cidades mais violentas do mundo. Chocante!

Bastava isso, a situação da violência no estado, para impedir férias de qualquer governador responsável. Mas  pelo visto Roseana está ‘segura’ de que isso não é importante o bastante para impedir as férias de uma governadora muito estafada... E de tirar férias em dezembro e em janeiro.

E a saúde? Estaria melhor do que a segurança? Não para a população. Até ouvindo programas das rádios de propriedade da governadora é possível constatar o grau de revolta e irritação da população com a desordem que impera no setor. Isso acarreta a precariedade do atendimento, ao sofrimento nas filas e ao mau atendimento. A pirotecnia trazida pela propaganda enganosa do governo não engana a mais ninguém.

Os hospitais antigos e que funcionavam bem, hoje estão fechados e os 72 novos, prometidos pela governadora, até agora só produzem escândalos e não saúde. Até os funcionários públicos que tinham um hospital para atendê-los e que pagavam pelo funcionamento do Hospital Carlos Macieira, de uma hora para a outra, viram o hospital ser fechado para intermináveis e milionárias reformas, sem nenhum motivo, até que chegou a notícia de que seriam atendidos em um hospital alugado na Cidade Olímpica. Este alugado por um valor altíssimo, sem condições mínimas de substituir o verdadeiro, causando a revolta dos funcionários. E a notícia que chega é que esse hospital agora atenderá pelo SUS, não será mais para atender funcionários. Como isso pode ser explicado? Não há explicação possível. E na área do saneamento, a falta d’agua se tornou crônica e agora prometem resolver com as sempre suspeitas dispensas de licitação. Foram tomados de surpresa!

E na educação? Roseana tem uma ojeriza especial ao ensino médio. Agora sem explicação ou justificativa, ela, ao invés de aumentar o número de estabelecimentos de ensino médio, está é fechando os que funcionavam na capital e no interior do estado. Mas isso não é novidade... Quem conhece a história de Roseana no governo sabe que  quando ela deixou seus dois primeiros mandatos, simplesmente se esqueceu de implantar o ensino médio em 157 municípios. Um crime sobre o qual os órgãos de controle nunca a questionaram. Depois jogou mais de 100 milhões de reais quando tentou uma gambiarra com o tal Tele-Ensino, um projeto contratado por dispensa de licitação, que acabou fechado envolto em retumbante fracasso.

Isso sem falar no prédio do antigo Colégio Maristas, enorme e podendo se transformar em importante instituição de ensino, e que atualmente encontra-se abandonado, sem uso, sendo depredado.

E para demonstrar a grande atenção e prioridade dada pelo governo à educação o governo, inepto, perdeu o prazo de cadastramento no Programa Pró-Jovem Urbano do governo federal, deixando milhares de estudantes maranhenses sem os recursos do Programa. Essa iniciativa, que além de uma bolsa de cem reais, garante matrícula para a conclusão do ensino médio ou curso profissionalizante, creche e alimentação para as crianças, no caso dos beneficiários serem pais. O governo nem tenta se explicar pelo desastre, mas isso tem nome: é incompetência e omissão.

E por fim, desde que a Roseana tomou o governo, os exames nacionais que medem o ensino no país colocam sempre o estado entre os últimos colocados do Brasil.

Roseana Sarney, porém, vê “tudo azul” no estado, nada depende dela, não é com ela. E assim se manda para Paris, cansada de tanta luta. Vai literalmente esfriar a cabeça no inverno europeu.

E para terminar, todas as publicações louvam o bilionário Eike Batista, o oitavo homem mais rico do mundo. E louvam a maneira como ele acumulou tanta riqueza, competindo e sem “maracutaias”. Mas vamos acreditar que é apenas desinformação, pois aqui no Maranhão, repito, talvez o empresário não saiba que o gás que vai começar a explorar teria, por determinação legal, que ser entregue à GASMAR e esta empresa estatal então distribuiria o gás para o distrito industrial, para os taxis, ônibus, dotando assim o estado da possibilidade de oferecer aos empresários energia a preços bem mais baixos, como atrativo para investirem no estado. Isto atualmente já é feito em muitas outras unidades da federação, incluindo a região nordeste nordeste, chegando até o Ceará.

Certamente desconhecendo isso, Eike Batista se prepara para usar todo o gás em lucrativas usinas termelétricas, para produzir e vender energia elétrica a um preço compensador e, nesse caso, o maior perdedor é o maranhense, pois essa energia será vendida em outros estados e o ICMS será recolhido nesses estados, pois quem paga é o consumidor final.

Assim, da exploração dessa riqueza do gás nada ficara no Maranhão e mais uma vez o estado sai perdendo por não ter quem o defenda.

O empresário, no entanto, está seguindo suas premissas, e na verdade quem devia cumprir sua obrigação era o governo.

Governo? Cadê o governo, que só vive de férias?

5 comentários:

Ana Cláudia disse...

Esta realmente é a realidade do nosso Estado, que tão rico em culturas vem sofrendo violências nas esferas administrativas ( educação, segurança, saúde etc.) Com isso, chega, chega a hora de darmos um basta nisso, pois tenho certeza que juntos conseguiremos, por um Maranhão Livre!

Anônimo disse...

Meu querido Governador.
Saudações!
Sou consciente de que estamos vivendo em um Estado que definitivamente não tem Comando. Assino em baixo das suas colocações aqui neste texto, as coisas aqui no Maranhão estão indo de mal a pior definitivamente.
Vou lhe fazer uma pergunta e espero, nada mais claro do que a sua sinceridade, como sempre foi ao apertar sua mão nos momentos de entrevistas.
Na falta de segurança, no total descaso com com a saúde de um povo já sofrido e cansado de ser assaltado por vagabundos e essa quadrilha que veste terno e gravata, podemos esperar do povo do Maranhão algo tão inusitado como foi a manifestação pública de estudantes, cidadãos de bem cobrando por justiça nas rua de São Luís e em frente ao Palácio dos Leões em coro pedindo o impeachment de uma "Governadora" que nada faz? não seria pelo menos "demissão por justa causa"?

Bruno Martins - Jornalista

Carlos Eduardo disse...

Da exploração do gás haverá o pagamento de royalties para o Estado, apesar disso, não há garantia nenhuma de que isso trará benefícios para população. O Maranhão já é um Estado rico!!!! Porém, com altíssima concentração de riqueza, e nenhum programa de médio ou longo prazo para que esse quadro seja revertido! Infelizmente!

Anônimo disse...

O ESTADO ESTA CHORANDO SANGUE, NÃO EXISTE SEGURANÇA EM LUGAR NENHUM, E A GOVERNADORA NÃO ESTA NEM AÍ PARA O POVO, ELA NÃO TOMA NEM UMA ATITUDE, UMA CIDADE QUE PELA SUA TRANQUILIDADE ERA CHAMADA DE ILHA DO AMOR, HOJE VAI SE CHAMAR COMO, ILHA DO TERROR, AS PESSOAS ESTAM PERDENDO SUA LIBERDADE E VIRANDO REFEM DE MARGINAIS E SE TRANCANDO DENTRO DE CASA, SEM PODER IR A UMA FESTA OU EM QUALQUER OUTRO LUGAR SEM QUE SEJA ROUBADO OU MORTO POR UM BANDIDO E ROSEANA NEM AÍ, FAZ O QUE, VIAJA PRA PARIS, E O POVO QUE SE VIRE POR QUE ELA NÃO TA NEM AÍ...

Anônimo disse...

CARO ZÉ REINALDO, GOSTARIA DE SABER, SERÁ QUE VOCÊ NÃO VAI APELAR AO TSE OU STF DO JULGAMENTO DO PROCESSO DE CASSAÇÃO DA GOVERNADORA VIRTUAL??? PORQUE SÓ ÊLES PODEM? ACHO MUITA SUBMISSÃO DOS MARANHENSES, POR FAVOR, CORRA ATRÁS.