quinta-feira, 25 de março de 2010

Os Sarneys amam o Verde



Pô, é evidente que a “mídia” está perseguindo a família Sarney. A Suíça bloqueou, vejam post com trecho de reportagem da Folha, US$ 13 milhões de uma conta movimentada por Fernando, o primogênito, que tanto lutou para que a Justiça, a brasileira, censurasse uma reportagem do Estadão. A China fez o mesmo com outra conta, esta de US$ 1 milhão.

Como diria Lula, a “mídia” só se interessa pelo lado negativo das coisas. Então verei agora o lado positivo. Que exemplo de empreendedorismo dá essa família. Eu não sei o que os Sarneys produzem exatamente (devem produzir alguma coisa, além de políticos), mas é preciso ser muito competente para ter essa dinheirama toda no exterior — sem contar o patrimônio em solo pátrio —, fruto do árduo trabalho de décadas no estado mais pobre do país.

Lula já disse que “Sarney não é um homem comum”. Não é mesmo! A pobreza do Maranhão, onde a família manda há 50 anos, não afetou, como a gente nota, o tino para os negócios. E a gente percebe que o clã não tem nada de acanhado, de elite localista. Os US$ 14 milhões, até agora ao menos, que estão no exterior provam a vocação globalizante da família.

Em suma, o Maranhão pode ser muito pobre, mas isso nunca intimidou os Sarneys, que são muito ricos. O chefe do clã, ex-presidente da República e atual presidente do Senado, dono de uma parcela significativa do PMDB, não se sente constrangido a investir apenas no Brasil, coisa de gente caipira. A vocação da família é a universalidade, o que já tinha sido comprovado, embora a mídia reacionária nunca tenha admitido, com o livro Marimbondos de Fogo.
E a gente nota que a família investe também na diversificação ideológica. Zequinha Sarney se tornou um “Verde”, não daqueles “verdes” de que Fernando cuida na Suíça, e é bom deixar claro que essa associação é óbvia e de mau gosto.

Os Sarneys se ofereceram para cuidar de gente no Maranhão, e a coisa não deu muito certo, como provam os últimos 50 anos. Pragmático, Zequinha resolveu cuidar de árvores — e agora divulga por aí uma lista de ditos “exterminadores do futuro”, pessoas que não teriam compromisso com o meio ambiente. No Maranhão, os Sarneys já têm um longo passado. A questão é saber se o Estado, em mãos tão hábeis, tem futuro.

É uma família que ama o verde, aqui e lá fora.

Reinaldo Azevedo da Veja

Link Original

Um comentário:

HERMES disse...

Olhem só no que deu a reunião de ROSEANA com o PT:
“A Roseana foi muito mais clara que o Flávio Dino (PCdoB) na conversa que teve com o PT”, declarou Evandro Sousa, ex-coordenador da campanha de Lula no Maranhão - Olha a declaração desse Roseanista do PT ja babando Roseana toda, nem esteve presente no dia em que Flávio foi ao PT.

Dos 17 membros da Executiva, nove compareceram: Raimundo Monteiro (presidente), Washington Luis Oliveira (1º vogal), Fernando Magalhães (Secretário Geral), Mundico Teixeira (Tesoureiro), Fábio Dias (Comunicação), Socorro Lago (Movimentos Populares), José Inácio Rodrigues (Secretaria Agrária), Edmilson Carneiro (Relações Institucionais) e Juscelina Ramos Vale (4ª vogal), o secretário José Antonio Heluy (Trabalho), o vice-prefeito de Açailândia, Antonio Erismar. Esse Roseana desde de pequeninos que não é nenhuma novidade.
A pergunta que não quer calar, SÓ NOVE APARECERAM, será que o dinheiro apreedido tem algo com isso.
Cadê o resto??? Esse poderio tão cantado em verso e prosa para só NOVE dos DEZESSETE aparecerem. Ei Rosa, cuidaaaaadoooo, acho que tu te enganou, depois de sábado convoca outra reunião na tua casa para ver quantos mais irão, ou tu só vai desfilar com esses NOVEEEEEE do PT?
Rose foi um fiascooo essa reuniãoooozinhaaaa. Flávio lotou o PT, tinha gente em pé e na rua por falta de espaço e o discursoooo foi bommmmm.

vistem nosso blog, é só coisa fina......
wwww.hermesmensageiro.blogspot.com