quarta-feira, 12 de maio de 2010

Forte e Unida

Foi excelente e muito importante o encontro de Flávio Dino com Jackson Lago sábado à noitinha no apartamento do ex-governador. Várias lideranças da oposição estiveram presentes, assistiram e participaram do encontro já definido por muitos como um dos mais importantes da recente história política do Maranhão.

Os dois pré-candidatos ao governo do estado pela oposição se entenderam muito bem e acabou sendo muito agradável e produtiva a reunião.

Em síntese, ficou consensual que a adversária é a governadora ilegítima Roseana Sarney, que ocupa o governo por força de um golpe de estado jurídico, como bem definiu o ministro Resek. Acordou-se que os dois candidatos lutarão para chegarem ao segundo turno contra Roseana e seja qual for o distinguido pelos eleitores, o outro candidato se unirá ao vencedor e lutará pela vitória final do candidato da oposição.

O restante foi cordialidade e análise lúcida do atual momento político, tudo sob muito otimismo e companheirismo. Excelente! Agradaram a todos o encontro e a demonstração de que é possível, com respeito à posição e personalidade de cada um, um amplo entendimento das oposições, mesmo durante a disputa eleitoral. Sem dúvidas, ficará destas eleições um amadurecimento e um exemplo importante!

Mas e imbróglio do PT no Maranhão? É até infantil e desprovido de racionalidade o raciocínio – torto, diga-se de passagem - apresentado pelos apoiadores da governadora ilegítima acerca do apoio do PT à sua candidatura. Para esconder o medo terrível que ela sente em disputar as eleições de 2010 contra Flávio Dino, apoiado pelo partido dos trabalhadores, comumente eles têm dito coisas tais: “O PT tem que apoiar Roseana Sarney para fortalecer o palanque da Dilma no Maranhão”.

Que fortalecimento é esse, que coloca para Dilma um palanque envolvido em escândalos e rejeição? Que palanque é esse que priva Dilma de personalidades como Flávio Dino, que não subirá em palanque de Roseana, ambos pré-candidatos ao governo? E tira desse palanque grande parte do PT e grandes lideranças de outros partidos da base de apoio ao governo federal, que jamais subirão em palanque de Roseana Sarney? Então... Como esse palanque fará Dilma mais forte?

Para fortalecer Dilma, é melhor que o PT apóie Flávio, como foi decidido na convenção do partido, e a candidata de Lula tenha aqui dois palanques, um da oligarquia e outro das forças democráticas e do povo maranhense, que tanto rejeitam Roseana. Esta solução existirá em outros estados como Bahia, Pará, etc, e não será uma novidade.

O contrário é diminuir Dilma e apenas atender ao desespero da família Sarney, que usa a pré-candidata somente como trampolim para os desejos da oligarquia, pouco se interessando pela votação da ex-ministra. É a repetição de um filme sempre visto aqui, cujo enredo sempre mostra tão bem como a família Sarney usa a todos e a tudo o que podem para alcançar seus objetivos.

Entretanto, uma coisa é certa: é impressionante a rejeição de Roseana Sarney também no interior. Ainda mais com a constatação da total ausência das obras mostradas nas já famosas propagandas desse governo enganador. Sem nenhum hospital pronto, mas com muitos fechados, sem início de nenhuma escola nova e apenas a conclusão de obras iniciadas por outros governos, ela vai tentando enganar quem não se deixa mais enganar.

Nas estradas a mesma coisa. O que vai realmente marcar mais essa desastrada administração é o crescente desequilíbrio fiscal, as dispensas de licitação para toda e qualquer contratação do governo, o sobrepreço nos contratos, a ameaça de cassação de prefeitos e a tentativa constante de intimidação da classe política. Isto sem comentar o endividamento crescente do estado... É a nova década perdida!

O deputado Carlos Brandão, atento e lutador como sempre, liderou um movimento para corrigir uma grande injustiça, que era a falta de atuação da Codevasf no Maranhão. Foi uma grande vitória do deputado e do Maranhão. Para termos uma noção exata da importância da decisão do Congresso, agora o Vale do Rio Mearim passa à responsabilidade daquele órgão federal e poderá ter continuidade o programa de controle de enchentes naquele curso d’água que se repete quase todo o ano. A barragem do rio Flores foi construída quando eu era diretor do DNOS. Era um projeto adormecido naquele órgão e eu consegui licitar. A obra é importante, mas é apenas parte da solução para as enchentes no vale. O projeto contempla ainda mais duas barragens em outros dois afluentes, além de dragagens em vários trechos do rio.

A Codevasf será responsável pela manutenção da barragem do Rio Flores, que passou longo tempo totalmente abandonada e sem manejo adequado das comportas. Agora também poderá receber recursos de emendas parlamentares para a construção das duas barragens restantes, além da dragagem. Quem vai ganhar muito com isso no futuro é a população do vale e creio valer à pena estudar a construção de diques de contenção nas partes mais baixas de Trizidela do Vale, de Pedreiras, de Bacabal e de outros bairros de cidades ribeirinhas.

Essa foi a solução encontrada em várias cidades do Vale do Rio dos Sinos no Rio Grande do Sul e no vale do Rio São Francisco, construídas pelo DNOS quando era administrado por mim e que acabaram com freqüentes enchentes nesses locais. Acredito que o benefício seria igual no vale do nosso Mearim.

Parabéns ao deputado Brandão pelo trabalho e a todos que contribuíram para essa grande vitória, como os parlamentares Flávio Dino, Ribamar Alves e outros.

Para finalizar, estávamos sábado à tarde em São Mateus, vindos de impressionante caminhada por vários municípios quando uma grande gargalhada ocorreu no local. Alguém mostrou uma edição do jornal da oligarquia, trazendo como manchete principal da primeira página que Roseana Sarney havia concluído o governo (sic) intinerante. As piadas vieram de todos os lados, pois a palavra itinerante estava grafada errada e alguns queriam saber o que significaria aquilo e outros, brincando, diziam que ali estava a prova do péssimo sistema de educação do estado, entre outras gozações.

Errar é normal, mas os jornais sérios acusam o erro e pedem desculpas. A arrogância habitual os emudeceu e não disseram nada até hoje...

Um comentário:

LEO disse...

Parabéns pela análise política e pela atuação no DNOS caro governador , me sinto muito feliz ao ler em seu blog o que já sabia e comemorava , que foi esse entendimento entre os dois pré-candidatos ao governo do estado , sabemos que está entre esses dois homens o nosso futuro governador , voto e apoio a candidatura de Dr. Jackson mas tenha a certeza de que eu e todo o grupo do PDT e PSDB teremos o maior prazer em honrar o acordo ou compromisso feito por Jackson Lago e sabemos que o Sr. asim como fez em 2006 fará novamente nesta eleição , não deixará que a oposição se divida no segundo turno e assim o povo do Maranhão vencerá mais uma vez essa oligarquia que tanto nos atrasa e prejudica o maranhense a mais de 4 décadas . Muito obrigado pelo espaço .